A parábola dos três pedreiros

A parábola dos três pedreiros

Certa vez um viajante, percorrendo uma estrada, deparou-se com uma obra em início de construção. Três pedreiros, com suas ferramentas, trabalhavam na fundação do que parecia ser um importante projeto.

O viajante, aproximou-se curioso e perguntou ao primeiro deles o que estava fazendo. “Estou quebrando pedras, não vê?” Respondeu o pedreiro que expressava no semblante um misto de dor e sofrimento. Eu estou morrendo de trabalhar, isto aqui é um meio de morte, as minhas costas doem, minhas mãos estão esfoladas eu não suporto mais este trabalho, concluiu.

Não satisfeito com a resposta, o viajante dirigiu-se ao segundo pedreiro e repetiu a pergunta.

“Estou ganhando a vida, respondeu. Não posso reclamar, pois foi o emprego que consegui. Estou conformado porque levo o pão de cada dia para minha família.”

Mas, o viajante queria saber o que seria aquela construção. Perguntou então ao terceiro pedreiro: -O que está você fazendo?

Este respondeu: -Estou realizando o mais importante trabalho da minha vida. Neste lugar será construindo uma grande e imponente Catedral!

Três pedreiros, três respostas diferentes para o mesmo trabalho. Cada um manifestou sua própria visão.

Para o primeiro, o serviço significava dor e sofrimento. Um sacrifício que certamente tornava a ação muito mais penosa e lhe fazia mal.

O segundo pedreiro manifestou indiferença. Estava conformado mas não realizado. O trabalho nada lhe significava e ele só o fazia por obrigação.

Já o terceiro pedreiro tinha a consciência da importância do que fazia. Desempenhava a função com orgulho e satisfação. Tinha o sentimento elevado de participar de uma grande realização, o que lhe dava muito mais força, energia, ânimo, felicidade

Autor: Desconhecido

 

Pense nisso e viva melhor!

Gostou? Então compartilhe com seus amigos nas redes sociais!

Sou autor do site Motivação e Foco, consultor comportamental, apaixonado por gente e pela vida. Quero trocar experiências e conhecimento com você, deixe seu comentário, envie um e-mail e me siga nas redes sociais.

Não há comentários

Deixe uma resposta