A parábola do rei, o servo e os dez cães

A parábola do rei, o servo e os dez cães

Um rei tinha dez cães selvagens e usava-os para torturar e devorar os servos que cometiam que cometiam erros em seu reino.

Certo dia um dos servos contrariou a vontade do rei e ele ordenou que o servo fosse atirado aos cães.

O servo ao ouvir a sentença do rei, rogou-lhe dizendo: – Meu senhor eu o servi fielmente por dez anos e o senhor faz isso comigo? Por favor, me dê dez dias antes de me lançar aos cães!” O rei então concordou.

Nesses dez dias, o servo foi para o guarda que cuida dos cães e disse que ele gostaria de servir os cães pelos próximos dez dias.

O guarda ficou perplexo, mas concordou, e o servo começou a cuidar dos cães, alimentando-os, banhando-os e fornecendo todos os tipos de conforto para eles.

Passados os dez dias, o rei ordenou que o servo fosse jogado aos cães, para receber a sua punição.

Quando ele foi atirado aos cães, todos ficaram espantados ao ver que os cães ferozes não atacaram o servo, pelo contrário, lambiam os seus pés.

O rei, perplexo com o que estava vendo, disse: – O que aconteceu com meus cães?

O servo então respondeu:

-Eu servi os cães por apenas dez dias, e eles não esquecerão o meu serviço. No entanto, eu servi-lo por um total de dez anos e você se esqueceu de tudo, no meu primeiro erro que cometi.

O rei ao ouvir o servo percebeu seu erro e ordenou que ele fosse posto em liberdade.

Autor: desconhecido

Não devemos julgar as pessoas apenas pelos seus erros.  Às vezes destruímos grandes amizades por não sermos capazes de perdoar e esquecemos tudo de bom que já recebemos daqueles amigos que hoje nos magoaram.

Pense nisso e viva melhor!

Compartilhe este post com seus amigos nas redes sociais, eles irão gostar!

Sou autor do site Motivação e Foco, consultor comportamental, apaixonado por gente e pela vida. Quero trocar experiências e conhecimento com você, deixe seu comentário, envie um e-mail e me siga nas redes sociais.

VEJA TAMBÉM

13

29

Não há comentários

Deixe uma resposta