Os perigos de andar sem rumo certo

Os perigos de andar sem rumo certo

Certa vez um Cavalo-Marinho pegou suas economias e saiu em busca de fortuna. Não havia andado muito, quando encontrou uma Águia, que lhe disse:

– “Bom amigo. Para onde vais?”

– “Vou em busca de fortuna”, respondeu o Cavalo-Marinho, com muito orgulho.

– “Estás com sorte”, disse a Águia. “Pela metade do seu dinheiro, deixo que leve esta asa, para que possas chegar mais rápido”.

– “Que bom!”, disse o Cavalo-Marinho. Pagou-lhe, colocou a asa e saiu como um raio. Logo encontrou uma Esponja, que lhe disse:

– “Bom amigo. Para onde vais com tanta pressa?”

– “Vou em busca de fortuna” respondeu o Cavalo-Marinho.

– “Estás com sorte”, disse a Esponja. “Vendo-lhe este meu propulsor por muito pouco dinheiro, para que chegues mais rápido”.

Foi assim que o Cavalo-Marinho pagou o resto de seu dinheiro pelo propulsor e sulcou os mares com velocidade quintuplicada. De repente, encontrou um Tubarão, que lhe disse:

– “Para onde vais, meu bom amigo?”

– “Vou em busca de fortuna”, respondeu o Cavalo-Marinho.

– “Estás com sorte. Se tomares este atalho”, disse o Tubarão, apontando para sua imensa boca, “ganharás muito tempo”.

– “Está bem, eu lhe agradeço muito”, disse o Cavalo-Marinho e se lançou na boca do Tubarão, sendo devorado.

Autor: Desconhecido

 

Quando não sabemos aonde queremos chegar qualquer lugar serve.

Pense nisso e viva melhor!

Gostou? então compartilhe com seus amigos nas redes sociais!

Sou autor do site Motivação e Foco, consultor comportamental, apaixonado por gente e pela vida. Quero trocar experiências e conhecimento com você, deixe seu comentário, envie um e-mail e me siga nas redes sociais.

Não há comentários

Deixe uma resposta