O vírus do estrelismo na empresa

O vírus do estrelismo na empresa

Estrelismo é querer aparecer, querer ser estrela. Muitas vezes também significa ter um comportamento arrogante de querer ser tratado(a) como estrela (ou astro), pois o estrelismo também se refere a pessoas do sexo masculino.

Muitas vezes o estrelismo é causado pelo fato do funcionário mais antigo ter informações que outras pessoas não possuem sobre o passado da empresa, sua história, etc. Muitas vezes o estrelismo tem como causa a proximidade com a direção ou chefias.

Pessoas que trabalham muito próximo à diretoria podem começar a pensar que também são diretores e ter comportamentos de estrelismo. Certa vez fiz um trabalho num hotel de luxo que recebia artistas famosos e até príncipes e princesas. Os hóspedes comuns reclamavam do estrelismo dos garçons e camareiras, que de tanto atender príncipes e princesas estavam se achando igualmente membros de alguma família real e tratavam hóspedes comuns com arrogância e desdém.

Algumas funções são mais vulneráveis ao vírus do estrelismo. Secretárias devem tomar muito cuidado para não se esquecer que sua função é servir. Motoristas de diretoria muitas vezes podem pensar que detêm cargos de direção. Só que sua direção deve ser apenas o volante do automóvel e não a direção da empresa.

Da mesma forma as pessoas que cuidam das áreas financeiras, controle, auditoria, que têm “a chave do cofre” e que às vezes se esquecem de que eles podem ter a chave, mas o cofre não é deles. O mesmo pode ocorrer com as áreas técnicas, de engenharia, pesquisa e desenvolvimento, recursos humanos e, na verdade, em qualquer setor. É preciso cuidado e muita humildade para não se deixar contaminar pelo vírus do estrelismo.

O estrelismo é prejudicial à empresa, é claro. Mas é ainda mais prejudicial àqueles que se sentem estrelas ou astros, pois poderão ser vítimas do afastamento das pessoas. O vírus do estrelismo é muito perigoso até mesmo para artistas, desportistas, políticos, e muitas vezes mortal para o sucesso de qualquer pessoa.

Pense nisso. Sucesso!

Autor: Professor Luiz Marins

Compartilhe este texto com seus amigos nas redes sociais!

Sou autor do site Motivação e Foco, consultor comportamental, apaixonado por gente e pela vida. Quero trocar experiências e conhecimento com você, deixe seu comentário, envie um e-mail e me siga nas redes sociais.

Não há comentários

Deixe uma resposta