A Lição da formiga

A Lição da formiga

Outro dia vi uma formiga que carregava uma enorme folha. A formiga era pequena e a folha devia ter, no mínimo, dez vezes o tamanho dela. A formiga a carregava com sacrifício. Ora a arrastava, ora a tinha sobre a cabeça. Quando o vento batia, a folha tombava, fazendo cair também a formiga. Foram muitos os tropeços, mas nem por isso a formiga desanimou de sua tarefa.

Eu a observei até que chegou próximo de um buraco, que devia ser a porta de sua casa. Foi quando pensei: “Até que enfim ela chegou”. Ilusão minha. Na verdade, havia apenas terminado uma etapa.

A folha era muito maior do que a boca do buraco, o que fez com que a formiga a deixasse do lado de fora. Foi aí que disse a mim mesmo: “Coitada, tanto sacrifício para nada”. Mas ela me surpreendeu.

Do buraco saíram outras formigas, que começaram a cortar a folha em pequenos pedaços. Em pouco tempo, a grande folha havia desaparecido.

Imediatamente me peguei pensando em minhas experiências e transformei minha reflexão em oração e pedi ao Senhor:

  1. Que me desse a tenacidade para “carregar” as dificuldades;
  1. Que me desse a perseverança para não desanimar diante das quedas;
  1. Que eu tivesse sabedoria para dividir em pedaços o fardo que, às vezes, se apresenta grande demais;
  1. Que eu tivesse a humildade para partilhar com os outros o êxito da chegada, mesmo que o trajeto tivesse sido solitário;
  1. Que eu não desistisse da caminhada, mesmo quando não consigo ver com nitidez o caminho a percorrer.

Pense nisso e viva melhor!

Compartilhe este texto com seus amigos nas redes sociais!

Sou autor do site Motivação e Foco, consultor comportamental, apaixonado por gente e pela vida.

Quero trocar experiências e conhecimento com você, deixe seu comentário, envie um e-mail e me siga nas redes sociais.

3 Comentários

  1. Sabe, sou uma pessoa feliz n presença d Deus mas estranhamente sou uma pessoa infeliz. Nem eu mesma entendo, acho q Deus n me vê, me sinto suja e indigna, pode realmente ser estranho mas sinto orgulho d ser serva d senhor, amo estar n casa d senhor mas as coisas n acontecem p mim. Já pedi p Deus p mostrar oq a de errado comigo mas além dos meus pecados n consigo ver algo mais. Me sinto sozinha, c vergonha d mim mesma, n realizei meu maior sonho q era casar e ter um lar, antes d conhecer o senhor cometi erros, sou mãe solteira e hoje n posso ser usada n minha igreja por n ser casada ou seja, minha vida n é completa. Já implorei ao senhor q acerte a minha vida e me use c graça mas acho q ele n me quer. Mas n quero me afastar d senhor porque sei q n tenho p onde ir, apesar d tudo q se passa dentro d mim Jesus foi a melhor escolha q já fiz. Desculpa o desabafo, esses dias foram dias difíceis e hoje mexendo n celular antes d sair p o trabalho encontrei a formiga e sua história me ajudou a refletir um pouco. Um abraço.

    • Querida Eva, obrigado por visitar nosso site e deixar seu comentário. Percebo que você está um pouco confusa e infeliz, no entanto, acredito que tudo será diferente na sua vida, quando você for capaz de abandonar as culpas do passado e viver apenas o hoje com fé e intensidade, pois Deus não abandona ninguém e o seu melhor ainda estar por vir. Pense nisso e viva melhor!

    • Oi Eva, também me sinto assim às vezes.
      Tenho uma mensagem para você.
      Parábola da rosa

      Um homem plantou uma rosa e passou a regá-la constantemente.

      Antes que ela desabrochasse, ele a examinou e viu o botão que em breve desabrocharia, mas notou espinhos sobre o talo e pensou:

      “Como pode uma flor tao bela vir de uma planta rodeada de espinhos tão afiados?”

      Entristecido por este pensamento, ele se recusou a regar a rosa e antes mesmo de estar pronta para desabrochar, ela morreu.

      Assim é com muitas pessoas.

      Dentro de cada alma há uma rosa:

      Sao as qualidades dadas por Deus.

      Dentro de cada alma temos também os espinhos:

      Sao as nossas faltas.

      Muitos de nós olhamos para nós mesmos e vemos apenas os espinhos, os defeitos.

      Nós nos desesperamos, achando que nada de bom pode vir de nosso interior.

      Nos recusamos a regar o bem dentro de nós, e consequentemente, isso morre.

      Nunca percebemos o nosso potencial.

      Algumas pessoas nao vêem a rosa dentro delas mesmas.

      Portanto alguém mais deve mostrar a elas.

      Um dos maiores dons que uma pessoa pode possuir ou compartilhar é ser capaz de passar pelos espinhos e encontrar a rosa dentro de outras pessoas.

      Esta é a característica do amor.

      Olhar uma pessoa e conhecer suas verdadeiras faltas.

      Aceitar aquela pessoa em sua vida, enquanto reconhece a beleza em sua alma e ajudá-la a perceber que ela pode superar suas aparentes imperfeições.

      Se nós mostrarmos a essas pessoas a rosa, elas superarão seus próprios espinhos.

      Só assim elas poderão desabrochar muitas e muitas vezes.

      Portanto sorriam e descubram as rosas que existe dentro de cada um de vocês e das pessoas que amam…

      Autor desconhecido

Deixe uma resposta