Inteligência emocional: 10 dicas para aumentar a sua

Inteligência emocional: 10 dicas para aumentar a sua

A inteligência emocional é tema recorrente nos dias atuais e diz respeito à capacidade de lidar com nossas emoções e as emoções dos outros e como estas emoções influenciam nossas vidas.

Nesse artigo vou trazer para você um conceito prático do que é inteligência emocional e como ela impacta nossas vidas e ainda 10 dicas importantes para você aumentar a sua.

A Inteligência emocional está relacionada a chamada “inteligência social”. O conceito de inteligência emocional foi criado pelo psicólogo americano Daniel Goleman. Para ele a inteligência emocional (QE) é a maior responsável pelo sucesso ou insucesso das pessoas e não o raciocínio lógico e habilidades matemáticas e espaciais (QI).

O fato é que a maioria das situações da vida humana é baseada em relacionamentos entre as pessoas e relacionamento, independente de que tipo seja, é conduzido por emoções.

Desta forma, pessoas que sabem controlar suas emoções e que possuem habilidades como a capacidade de compreender o outro, a autoconfiança, a generosidade, entre outras, têm maior chance de atingir o sucesso.

Veja a seguir, 10 dicas para aumentar sua inteligência emocional

 

#1. Procure conhecer suas emoções

Aprender descrever seus sentimentos é uma boa forma de aumentar sua inteligência emocional. Quanto maior for seu conhecimento sobre suas emoções maior será a sua capacidade de lidar com elas.

Conhecer os fatores que alteram suas emoções, como por exemplo, o que te deixa irritado, o que te deixa ansioso, triste, etc., e como você reage a cada um deles vai lhe permitir um maior controle emocional e consequentemente você será percebido como uma pessoa emocionalmente equilibrada.

Pois, pessoas com inteligência emocional elevada possuem um elevado autocontrole emocional.

 

#2. Aprenda interpretar os sentimentos dos outros

Aprender interpretar os sentimentos, intenções e motivos dos outros é outra qualidade inerente a pessoas que tem inteligência emocional.

Quando você procura entender os motivos dos outros evitando fazer um julgamento com base apenas naquilo que você acredita, você está elevando sua inteligência emocional, pois, com isso, você potencializa suas relações interpessoais e passa a ser visto como uma pessoa justa, sábia.

 

#3. Busque conhecer melhor seus pontos fortes e pontos fracos

Conhecer nossos pontos vulneráveis e nossos pontos fortes é essencial para aumentar nosso (QE), pois, é através desse conhecimento que evitaremos que nossas vulnerabilidades interfiram nos nossos objetivos e aprenderemos a utilizar nossos pontos fortes em nosso favor.

 

#4. Seja autoconfiante

A autoconfiança é sem dúvida característica típica de quem tem uma elevada inteligência emocional.

Quando você busca o autoconhecimento você potencializa sua inteligência emocional, pois, o autoconhecimento funciona como um escudo que lhe protegerá de criticas, gozações e agressões que por vezes poderia lhe irritar, colocar barra baixo, etc.

A autoconfiança vai permitir também, que você use o humor para superar algumas situações desagradáveis rindo de si mesmo, às vezes.

Pessoas autoconfiantes não se abalam com facilidade. Não se coloca água no chope de quem é autoconfiante com facilidade.

 

#5. Aprenda perdoar a si mesmo

Aprenda perdoar a si mesmo. Quem não se perdoa passa a vida revivendo seus erros e isso gera insegurança, ansiedade, timidez, etc.

Quem consegue se perdoar encara seus erros com naturalidade, pois, compreende que erros fazem parte da natureza humana. No entanto, quem ignora totalmente seus erros está na iminência de vê-los acontecer novamente.

Assim, vale a ponderação: Perdoe seus erros, contudo, de a eles a devida importância para evitar que eles voltem a acontecer.

 

#6. Saiba impor limites

Aprenda a impor limites. Seguramente quem tem inteligência emocional sabe dizer não na hora certa. Portanto, não assuma tarefas que você não consiga cumprir, nem aceite imposições que afetem seus valores éticos e morais.

Dizer não na hora certa demonstra equilíbrio, maturidade e faz bem a sua saúde física e mental.

 

#7. Seja generoso

A generosidade é uma qualidade bastante admirável nos seres humanos. Pessoas generosas estão sempre procurando ajudar os outros sem buscar nada em troca e isso constrói relacionamentos fortes e duradouros.

Seja generoso procure ajudar os outros sem buscar recompensas e você verá quanto isso fará a diferença em sua vida.

 

#8. Não tente ter o domínio da verdade

A inteligência emocional nos capacita a lidar com diferentes pontos de vista sem que tentemos impor nossa própria visão.

Aprenda a respeitar o ponto de vista dos outros, sem deixar de expor seus argumentos. Procure um meio termo quando estiver tratando de assuntos muito polêmicos, principalmente se estiver  lidando com pessoas difíceis e emocionalmente descontroladas.

 

#9. Não guarde mágoas

Quem sabe perdoar a si mesmo, sem duvida saberá perdoar os outros. Tão perigoso com não perdoar a si mesmo é não ser capaz de perdoar os outros.

A mágoa e o rancor desencadeiam o estresse e outras doenças, portanto, pessoas emocionalmente inteligentes praticam o perdão como solução para afastar de suas vidas estes males.

 

#10. Não se deixe levar pelo perfeccionismo

A perfeição não existe! E isso pessoas com elevada inteligência emocional sabem muito bem.

Portanto, pare de perder tempo buscando a perfeição com objetivo de vida. Pois, os erros fatalmente viram, no entanto, você estará pronto para seguir adiante sem lamentações.

A inteligência emocional está em fazer o que tem que ser feito e não procurar fazer o perfeito, já que ele não existe.

Pense nisso e viva melhor!

Se este texto foi útil para você compartilhe com seus amigos e ajude a levá-lo a mais pessoas.

Sou autor do site Motivação e Foco, consultor comportamental, apaixonado por gente e pela vida. Quero trocar experiências e conhecimento com você, deixe seu comentário, envie um e-mail e me siga nas redes sociais.