A Grande Diferença da Vida é o Entusiasmo

A Grande Diferença da Vida é o Entusiasmo

A grande diferença da vida é o entusiasmo. É a força do vento. O entusiasmo é o nome feio que chamam às pessoas que acham graça a tudo o que existe na vida.

A vida é a única volta que damos. Todos os nossos projectos – de sermos melhores ou mais egoístas, mais corajosos ou comedidos – vão contra o facto de não termos tempo para corresponder às nossas expectativas.

Somos como somos. Mais vale dizermos como somos, com as palavras que temos, do que morrermos à espera de nos exprimirmos mais bem. Não há nenhuma pessoa viva que possa viver mais do que nós. Existem apenas aquelas pessoas práticas e abusadoras que aproveitam as vidas para fazer avançar tudo o que esperam da vida.

A igualdade não é uma conquista: é um facto. Exprimirmo-nos é mais justo quanto menos jeito tivermos para isso. Falar em público não é um desafio: é uma prova de proximidade.

O entusiasmo é uma vontade de perder tempo. Nada se aprende sem se querer – desejar avidamente – perder tempo. O entusiasmo é uma coisa dos ventos e os ventos vêm de onde quiserem, quando menos se esperam.

Os sonhos de expressão calam-nos as bocas e as mãos. Para começarmos a falar ou a escrever basta-nos começar a falar ou a escrever. Ter medo de falar ou escrever mal é que é o verdadeiro amigo da expressão.

A verdade e a nossa vida coincidem. Ninguém tem mais palavras do que precisa. É enquanto estamos vivos que temos de dizer o que nos vai na alma – e como difere dos que ganham a vida com isso.

Miguel Esteves Cardoso, in ‘Jornal Público (10 Jan 2016)’

(Título original do texto: ‘Falar por ser’)

 

Sou autor do site Motivação e Foco, consultor comportamental, apaixonado por gente e pela vida. Quero trocar experiências e conhecimento com você, deixe seu comentário, envie um e-mail e me siga nas redes sociais.

Não há comentários

Deixe uma resposta