As atitudes do vaso, do canal e da fonte

As atitudes do vaso, do canal e da fonte

A atitude do vaso é reter e não dá nada. Por sua vez o canal dá e não retém. Já a da fonte;  produz, dá e retém.

Existem seres humanos-vaso, cuja única meta é armazenar conhecimentos, objetos e dinheiro. São aqueles que acreditam saber tudo que há para saber: ter tudo o que há para ter e consideram sua tarefa terminada quando concluíram o armazenamento.

Não podem compartilhar sua alegria nem por a serviço dos demais os seus talentos, nem sequer repartir conhecimento. São extraordinariamente estéreis, servidores do seu egoísmo, carcereiros de seu próprio potencial humano.

Por outro lado os seres humanos-canal, são aqueles que passam a vida fazendo e fazendo coisas. Seu lema é: “produzir, produzir e produzir”. Não estão felizes se não realizam muitas atividades e todas com pressa, sem perder um minuto.

Acreditam estar a serviço dos demais, fruto de sua neurose produtiva, quando, na verdade, agir sem parar é o único modo que têm de acalmar suas carências; dão, dão e dão; mas não retêm. Seguem dando e se sentem vazios.

Mas, também, podemos encontrar seres humanos-fonte, que são verdadeiros mananciais de vida. Capazes de dar sem se esvaziar, de oferecer sua água sem terminarem secos. São aqueles que nos salpicam “gotas” de amor, confiança e otimismo, iluminando com seu reflexo nossa própria vida.

Autor: Desconhecido

 

Qual é a sua atitude?

Pense nisso e viva melhor!

Gostou? Então compartilhe com seus amigos nas redes sociais!

Sou autor do site Motivação e Foco, consultor comportamental, apaixonado por gente e pela vida.

Quero trocar experiências e conhecimento com você, deixe seu comentário, envie um e-mail e me siga nas redes sociais.

Não há comentários

Deixe uma resposta