Aposentada aos 28 anos conta como conseguiu guardar 70% de sua renda

Aposentada aos 28 anos conta como conseguiu guardar 70% de sua renda

Mesmo vivendo em Nova York, onde os custos de vida são altos, JP Livingston conseguiu se aposentar aos 28 anos com US$ 2 milhões no banco. Durante o tempo em que trabalhava na indústria financeira, ela conseguia guardar 70% de sua renda – isso transformou-se em 60% do dinheiro com que parou de trabalhar, sendo o restante rendimento de investimentos.

Ao Business Insider, ela concedeu uma entrevista contando alguns dos aspectos mais relevantes para que ela conseguisse o feito. No caso dela, um emprego lucrativo (US$ 100 mil anuais) foi essencial para chegar onde chegou, mas as dicas de economia, conforme disse ao site, valem para todos os perfis de pessoas.

Confira um passo a passo dividido pela jovem:

1. Identifique suas maiores despesas e corte quanto for possível

No caso de JP, ela optou por um apartamento mais humilde do que sua renda conseguiria pagar, o que possibilitou que investisse uma quantia maior todo mês.

2. Compre usado

A aposentada comprou mobília usada para seu apartamento. De acordo com ela, normalmente as coisas à venda têm menos de um ano de uso – é só escolher bem.

3. Aproveite as opções da cidade

Com um apartamento pequeno, JP tinha necessidade de sair de casa para encontrar os amigos. Isso não significa que gastasse muito dinheiro a cada noite de lazer: grandes cidades oferecem opções agradáveis e mais baratas.

4. Use o conceito de custo por hora

A cada compra que realizasse, a jovem olhava para o preço e contabilizava a quantas horas de trabalho ele equivaleria. Só então definia se valia a pena gastar.

(Artigo extraído e adaptado do site Infomoney)

Pense nisso e viva melhor!

Compartilhe este texto com seus amigos nas redes sociais!

Sou autor do site Motivação e Foco, consultor comportamental, apaixonado por gente e pela vida.

Quero trocar experiências e conhecimento com você, deixe seu comentário, envie um e-mail e me siga nas redes sociais.

Não há comentários

Deixe uma resposta