A pérola e a ostra

A pérola e a ostra

 

Uma ostra que não foi ferida não produz pérolas. Pérolas são produtos da dor; resultados da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou grão de areia.

Na parte interna da concha é encontrada uma substância lustrosa chamada nácar. Quando um grão de areia a penetra, as células do nácar começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas, para proteger o corpo indefeso da ostra.

Como resultado, desta sobreposição de camadas, é a formação de uma linda pérola. Uma ostra que não foi ferida, de modo algum produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada.

Autor: Desconhecido

 

Aprenda com a lição da ostra.

Se você for ferido pelas palavras rudes de alguém?

Se for acusado injustamente?

Se suas idéias forem rejeitadas ou mal interpretadas?

Se sofrer o duro golpe do preconceito?

Se for rejeitado ou tratado com indiferença?

Produza sua pérola! Cubra suas feridas com várias camadas de amor e cure suas feridas.

Não cultive ressentimentos, mágoas… Não deixe as feridas abertas.

Pense nisso e viva melhor!

compartilhe este texto com seus amigos nas redes sociais!

 

Sou autor do site Motivação e Foco, consultor comportamental, apaixonado por gente e pela vida. Quero trocar experiências e conhecimento com você, deixe seu comentário, envie um e-mail e me siga nas redes sociais.

Não há comentários

Deixe uma resposta